A Indústria automotiva se reinventando durante a crise

A Indústria automotiva se reinventando durante a crise

Quem diria?!

Um setor tão tradicional quanto o automobilístico que ainda resistia à adesão ao mundo online, e que ainda disseminava alguns outros tabus do mercado de trabalho, não viu outra escolha senão se adaptar à nova situação imposta da crise gerada pelo novo coronavírus. Isso mesmo, para quem não imaginava que era possível vender automóveis pela internet, fiquem sabendo que isto já é uma realidade bastante presente no Brasil. Algumas montadoras/concessionárias se viram obrigadas a ingressar no mundo digital com suas vendas, para que a crise não afetasse tão drasticamente suas vendas, como é o caso da Fiat, Volkswagens e da Hyundai. 

Embora ainda haja quem discorde do novo método de garantir um carro novo(ou seminovo) na garagem, muitas pessoas adotaram a ideia e não deixaram o distanciamento físico se tornar uma barreira. Mesmo com uma queda nas vendas, desde março de 2020 quando a quarentena se instaurou, o saldo de algumas montadoras como a Caoa Cherry terminou com um balanço positivo, mostrando que dá para manter o setor ativo em meio online.

Atendimento

Desde o primeiro contato com o cliente até o envio de documentos está ocorrendo totalmente online. As empresas podiam contar com as montadoras, que já disponibilizavam aplicativos para que os clientes não precisassem ir em uma concessionária para tirar algumas dúvidas, agora estão se apropriando de outras ferramentas para respeitarem as normas de distanciamento social e mesmo assim oferecerem seus veículos. 

Como é imprescindível que o cliente veja o carro antes da compra, as concessionárias realizam videochamadas e/ou enviam fotos do veículo através do whatsapp ou outros aplicativos que ofereçam as funções além, é claro, das antigas ligações telefônicas para resolver urgências e para quem prefira o método mais antigo.

Produtos

Após o contato com o cliente já estabelecido, onde o mesmo demonstra interesse na aquisição de um veículo/serviço, são oferecidos alguns serviços “express” como delivery de peças, sem que haja a necessidade de o cliente se deslocar até a loja física, a condução do veículo até a casa do cliente para test-drive, pois para muitos é imprescindível que haja um teste prévio do veículo, e caso a compra seja efetuada o encaminhamento de vez do veículo para a casa do cliente. 

Vale ressaltar que todos os processos oferecidos pelas marcas estão visando as medidas de segurança e higienização necessárias, por isso, em alguns casos como um test-drive na casa do cliente, o veículo pode apresentar uma proteção especial, normalmente de plástico, em locais onde possa haver contato físico, como volante, câmbio de marchas e maçanetas.

Os clientes

Embora a ideia seja nova e muita gente ainda não confie em comprar um carro pela internet, há quem já entendeu a situação em que vivemos e não adiou os planos de ter/renovar o veículo próprio. Embora a queda nas vendas já fossem esperadas, as decisões tomadas pelas marcas que decidiram investir nas vendas online conseguiram ter um bom retorno e mostrou, mais uma vez, que a inserção e o investimento no online pode sim ser eficaz e reinventar o que há muito tempo vem sendo feito apenas de um jeito.

Comentarios

comments

Deixe uma resposta

Fechar Menu